09/08/2016

Cosmicamente







como se fosse um arrepio um espasmo imediato incandescente
eu me devolvo a você
onde nunca soube que havia estado de onde nunca
imaginei ter partido
eu me devolvo ao embrionário
conforto de estar quieta ouvindo a sua voz costurar
uma verdade antiga
sabendo que é também minha
a voz
é minha e veio de antes bem antes
dos espaços vazios onde uma pedra
podia estar mais nua que todas as mulheres
e de todas as mulheres nasciam todas as pedras
quietas
espessas
e vibratórias
mas a sua voz costura a dessincronia dos tempos
mas a sua voz costura as fendas onde esqueci o meu tempo
estamos tão frente a frente
eu posso quase enxergar
com todos os olhos que já acordaram em mim
eu posso quase enxergar
o ponto
para o qual fomos cosmicamente tragadas