11/11/2013

Breve colapso mundial




quebre meus lábios com o peso de um calor inteiro
são quase seis e a vida não começa
do espaço descem naves metalicamente ansiosas
por um novo
preço
ocas naves entre neves e tempestades
(breve colapso mundial)
o que os mapas não desvendam
elas percorrem
sub-reptícias
ao som de vozes vindas de um estrangeiro
território qualquer
obedeça ao natural caminho do mundo
quando o fogo vier
estou aqui e não me mudo
pregado o corpo em aguardo
no espaço do abrir e fechar
de um olho
sob a responsabilidade de não haver
um outro
para enxergar
se nenhuma curiosidade houver
por favor quebre meus lábios com o peso
de um calor inteiro
não se morre limpo ou liso
ou estreito e eu
cedo ou tarde
(no escuro)
cedo